Florença Agro
Anday Aracamp
Meio Ambiente | Faça sua parte

 

   

   A preservação do meio ambiente é um dever de todos os cidadãos. Com hábitos simples, você pode fazer uma grande diferença no meio ambiente e preservá-lo para as futuras gerações. Veja algumas dicas de como você pode colaborar e contribuir fazendo a sua parte.

 

Curiosidades:
- Temos apenas 1% de água doce, distribuída desigualmente pela Terra para atender a mais de 6 bilhões de pessoas (população mundial);
- A contaminação da água pode-se dar através da falta de saneamento básico, lixo, agrotóxicos e outros materiais;
- A qualidade da água é indispensável para sobrevivência da espécie humana;
- A água contaminada provoca doenças como diarréia, hepatite, desidratação entre outras;
- Durante 15 minutos com a mangueira aberta pode-se gastar até 280 litros de água;
- São cerca de 250 litros ou mais que uma pessoa gasta diariamente com seu banho, higiene, comida, lavagem de louça e roupas, limpeza da casa, plantas e claro, a água que se bebe.

 

Na prática:
- Ao lavar o carro, não utilize a mangueira com saída constante de água, prefira um balde;
- Mantenha a torneira fechada quando não estiver realmente usando a água, em situações como: escovar os dentes, lavar a louça, lavar as mãos, lavar as roupas;
- Ao limpar a calçada, evite utilizar mangueira. Varrer é muito mais indicado;
- Aproveite sempre que possível a água da chuva. Guarde em recipientes colocados na saída das calhas e depois use para regar as plantas. (Só não esqueça de tampar esses recipientes para que não se tornem focos de mosquito da dengue);
- Evite banhos demorados. Uma chuveirada de 15 minutos consome nada menos que 60 litros de água;
- Não troque a água da piscina. Hoje em dia existem tratamentos que são eficazes e dispensam este procedimento;
- Entrar em contato com a companhia de água ao verificar vazamentos de água na rede externa;
- Faça xixi no banho, a prática economiza 83.220 litros de água por ano se adotado por apenas 19 pessoas;
- Não jogue óleo de fritura pelo ralo da pia. Além de correr o risco de entupir o encanamento, esta prática polui os rios e dificulta o tratamento da água. Sobre a energia:
- O consumo de energia elétrica aumenta a cada ano no Brasil;
- O consumo residencial e comercial representam cerca de 42% do consumo total;
- Economizar energia, além de fazer bem ao bolso, também contribui para o adiamento da construção de novas hidrelétricas, que causam grandes impactos ambientais ou para diminuição da exploração de recursos naturais não renováveis como o petróleo.



Como podemos ajudar adotando algumas práticas em nosso dia-dia:
- O chuveiro elétrico é um dos aparelhos que mais consome energia. O ideal é evitar seu uso em horários de maior consumo (de pico): entre 18h e 19h30min e, no horário de verão, entre 19h e 20h30min;
- Quando o tempo não estiver frio, deixe a chave de temperatura na posição menos quente (morno);
- De preferência use o chuveiro. Um banho de banheira consome até quatro vezes mais energia e água que um chuveiro;
- Quando ninguém estiver usando aparelhos eletrônicos ou eletrodomésticos, desligue. A função 'standby' (na tomada) de um aparelho usa cerca de 15% à 40% de energia;
- Na hora de comprar, dê preferência à lâmpadas fluorescentes, compactas ou circulares, além de consumir menos energia, essas lâmpadas duram mais que as outras;
- Evite acender lâmpadas durante o dia. Aproveite melhor a luz do sol, abrindo bem as janelas, cortinas e persianas e não esqueça de apagar as lâmpadas dos ambientes que estiverem desocupados.

 

Na prática:
- Em qualquer fator o melhor cuidado para o solo é vegetação sempre que possível
- A primeira coisa é não desmatar. Proteja as árvores e florestas: regue suas plantas, cultive a terra e o solo para que elas continuem vivendo e reproduzindo-se. O papel delas no aquecimento global é crítico, pois elas mantém a quantidade de gás carbônico controlada na atmosfera.
- No caso de uma área verde, com sistemas integrados recomenda-se um cuidado extra, para que a vegetação não seja totalmente roçada para manter a proteção contra chuvas, evitando a lixiviação.
- Em locais próximos à escoamento e estradas por exemplo, deve-se sempre ter um sistema de drenagem para não erodir o solo;
- Faça compostagem: cerca de 3% do metano que ajuda a causar o efeito estufa é gerado pelo lixo orgânico doméstico. Aprenda a fazer compostagem: além de reduzir o problema, você terá um jardim saudável e bonito;
- Faça rotação de culturas, com isso, conserva-se e diminui-se a exaustão e exploração do solo agrícola. Esta técnica é feita fazendo um rodízio entre as culturas a cada novo plantio de forma que as necessidades de adubação sejam diferentes a cada ciclo;
- Aproveite integralmente os alimentos: muitas vezes, talos, folhas, sementes e cascas têm grande valor nutritivo e possibilitam uma boa variação no seu cardápio, caso não faça isso, lembre-se de separar o lixo orgânico, pois faz bem ao solo;
- Ao cuidar de hortas e canteiros domésticos, tente retirar pragas como fungos ou insetos com a mão, ao invés de aplicar agrotóxicos. Utilize produtos biológicos para auxiliar nesta tarefa.

 

                        

 



Florença Casa e Jardim
54 – 3292.4887
contato@florencaagro.com.br
Rua Raimundo Montanari, 1615 - Flores da Cunha - RS
Florença Agro
54 – 3292.1561 54 – 3292.5098
contato@florencaagro.com.br
RS 122, KM 97,5 - Flores da Cunha - RS
Copyright © 2020. Florença Comercial Agro Ltda. Todos os Direitos Reservados.